Quarta-feira, 24.12.14

  

Excerto Natal.jpg 

    "Um Natal e Outras Histórias" - Truman Capote

 



publicado por numadeletra às 01:32 | Link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 25.09.13

 

 

"Travessia de Verão" foi o terceiro livro que li de Truman Capote e já não me restam dúvidas de que está entre os meus autores favoritos. O que gosto em Capote tem a ver com a forma fantástica como escreve e com as sedutoras histórias que, mesmo tendo sido escritas em meados do século XX, são sempre incrivelmente actuais. Há ainda um secreto motivo, algo bastante pessoal: as suas narrativas passam-se quase sempre em Nova Iorque, com descrições de sítios que tão bem conheço e porque as suas palavras me fazem sonhar e me transportam a esses sítos, revisitá-los é sempre gratificante.

 

 "Travessia de Verão" é um pequeníssimo romance com pouco mais de 100 páginas e conta a história de Grady, uma jovem prestes a completar 18 anos, filha de uma família rica que, durante umas férias de Verão em que os pais fazem uma viagem pela Europa, fica por sua conta no apartamento onde vivem, situado na sofisticada 5ª Avenida.

Grady aproveita o estar sozinha para viver um amor secreto com um jovem judeu, que trabalha em Brooklyn.

 

Uma vez mais sobressaem os sentimentos, o conflito de gerações e a divisão das classes sociais. Também aqui, tal como nos livros anteriores, foram usadas metáforas, traço peculiar da genial escrita de Truman Capote. Apesar disso, notei algo de diferente, ainda que microscópico, relativamente aos dois livros anteriores: a escrita é menos fluída, mais floreada.

Publicado apenas em 2006, os manuscritos do livro tinham sido encontrados em 2004 pelo porteiro do prédio onde T. Capote vivera, juntamente com vários outros objectos pessoais do autor. Um belo achado, sem dúvida.

Sem ter ficado deslumbrada, gostei. Este é um dos autores norte-americanos da minha preferência.

 

 



publicado por numadeletra às 19:21 | Link do post | Comentar | Ver comentários (10) | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 20.06.12
 

Boneca de Luxo - Truman Capote.jpg

 

É incrível como um livro com pouco mais de cem páginas pode deixar uma marca tão forte, uma presença, uma afirmação. É o que sinto hoje.

Só ontem terminei “Breakfast at Tiffany’s (Boneca de Luxo)” e já tenho saudades dele, alguma nostalgia por ter chegado ao fim.

 

“Breakfast at Tiffany’s (Boneca de Luxo)” veio confirmar as minhas expectativas em relação a Truman Capote: que grande escritor!

 

Este livro, quase de bolso, é uma verdadeira “caixinha de surpresas”: imprevisível, nada monótono, altamente viciante.

Uma escrita bastante contemporânea, apesar de datar de meados do século passado e da história se desenrolar nessa altura. A forma como Capote se exprime é muito actual, atrevo-me até a dizer: está na moda!

Podia bem ter sido lançado recentemente e tornar-se num best-seller mundial do século XXI: a intemporalidade que só um artista consegue conferir à sua criação.

 

Foi o segundo livro que li deste autor e já tenho outros dois à espera, na prateleira. Vai ser difícil resistir-lhes mas a minha (quase) disciplina de leitura, sugere-me que dê oportunidade a outros nomes, não vá ficar demasiado presa a Truman Capote. A mesma regra que aplico quando leio Haruki Murakami e Gabriel García Márquez, os meus escritores favoritos.

 

Resta saber se este americano virá um dia a ocupar um lugar próximo dos outros dois, neste podium de preferências literárias.

excerto_Breakfast at Tiffany’s.jpg



publicado por numadeletra às 20:38 | Link do post | Comentar | Ver comentários (13) | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 15.06.12

 

2.jpg 

                                                                                                                         “Boneca de Luxo”, de Truman Capote

 

Aproveito a dica de Truman Capote, em “Breakfast at Tiffany’s (Boneca de Luxo)” para, com um estilo parecido, vos desejar:  

 

1.jpg

 



publicado por numadeletra às 16:31 | Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 06.06.12
 

A Harpa de Ervas, de Truman Capote.jpg

    

“Delicioso” é o melhor adjectivo que encontro para resumir, numa só palavra, “A Harpa de Ervas”, de Truman Capote.

 

Esta narrativa de poucas páginas foi a minha estreia na literatura de Truman Capote e no novo Acordo Ortográfico.

Fiquei fã do autor e confirmei a minha relutância em relação ao Acordo Ortográfico. Mesmo assim, custou-me menos digerir este "crime" literário, do que previa antes de o experimentar... Só me apercebi que estava perante um exemplar da nova forma de escrita, depois de concluir que os tês e os pês omitidos nalgumas palavras eram gralhas em demasia para virem apenas da Editora. (Felizmente não havia "minissaias" nem “hei de” ou “hão de” nesta narrativa, caso contrário o trauma era certo).

 

Volta e meia apareciam palavras que o meu cérebro, instintivamente, identificava como sendo erros ortográficos, levando-me aos longínquos tempos da Escola Primária. Recordei os meninos da minha sala que apanhavam reguadas da Professora quase de ânimo leve, de tão habituados estarem a essa rotina e de ser também normal, para eles, receberem os seus ditados e cópias repletos de correcções a vermelho.

“20 erros e 14 faltas”, “28 erros e 9 faltas”, dizia a Senhora Professora com ar severo e em voz alta, para que toda a classe ouvisse bem.

Não sei se essas lições ficaram na memória desses meninos, mas pouco interessa para o caso. Afinal, duas ou três décadas depois, a Professora não levou a melhor...

Segundo dita o novo Acordo, muitos dos erros ortográficos da altura são agora a maneira correcta de escrever e o grupo dos bons alunos que não dava erros, terá de reaprender a escrita.

Também este texto estaria cheio de erros e teria um resultado quase igual ao dos meninos maus alunos da Escola Primária, caso fosse avaliado pelo novo Acordo Ortográfico.

Mas como, felizmente, já não tenho de passar por provas de cópias, ditados e redacções, nem o meu trabalho obriga a escrever segundo as regras deste bizarro Acordo, vou continuar a pôr em prática o que aprendi desde tenra idade. Pode parecer teimosia, mas não é. É uma questão de amor. Um grande amor pela língua materna, pelas raízes e até pela Pátria (que me perdoem os meus irmãos brasileiros).

 

Em contrapartida, na sua versão original da Língua Inglesa, ainda hoje “A Harpa de Ervas” se mantém fiel ao que, em 1951, Truman Capote escreveu. Não houve Acordos Ortográficos nem evoluções da escrita, nestes últimos 61 anos.

 

Formas de escrita aparte, gostei tanto deste livro que o li num ápice, e por pouco de uma única assentada... Só não o fiz, porque me parece que começar e acabar uma leitura no mesmo dia pode intensificá-la no momento, mas talvez a remova da lembrança mais facilmente, a médio prazo... E eu quero guardar as memórias desta história comigo o mais possível, das personagens ternurentas que a caracterizam e que fazem acreditar e relembrar que há na terra pessoas tão boas que o resto são falácias...

 

Se servir de sugestão, oxalá gostem.

 



publicado por numadeletra às 11:03 | Link do post | Comentar | Ver comentários (9) | Adicionar aos favoritos


mais sobre mim
numadeletra@gmail.com
numadeletra@sapo.pt
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Feliz Natal!!

“Travessia de Verão”, de ...

"Breakfast at Tiffany’s (...

Estilo Cartier

“A Harpa de Ervas” e o Ac...

Maio 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Estiveram Numa de Letra...
simple hit counter
Tampouco gostei. Achei enfadonho e foi com dificu...
Mesmo sem ser um fã de Murakami, a verdade é que e...
Parabéns :|
O livro nunca esteve proibido em Portugal.
Gostaríamos de oferecer gratuitamente 60€ em publi...
Que frase extraordinária, adorei!Um bom ano para t...
Feliz Natal <:)}
Feliz Natal!um beijinhoGábi
Adivinhei o "segredo" logo no início...
Adorava ler este livro em Português mas não estou ...
tags

1q84

2012

2013

2014

2015

2016

39 em 1

55ª exposição internacional de arte

acordo ortográfico

aeroporto

afonso cruz

agradecimento

animais

aniversário

ano novo

antónio

antónio alçada baptista

arte

as leituras dos outros

barcelona

bienal de veneza

boas festas

bom fim-de-semana

bruxelas

caricatura

caricaturista

cascais

catarina ou o sabor da maçã

cinema

coldplay

concertos

david bowie

debaixo de algum céu

dia do animal

dia mundial da criança

dia mundial da música

dia mundial do livro

estádio do dragão

fantasporto

feira do livro

feira do livro do porto

férias

florença

foz do douro

funchal

gabriel garcía márquez

galerias de arte

haruki murakami

inaugurações simultâneas

israel

itália

jorge luis borges

josé eduardo agualusa

josé saramago

julião sarmento

la biennale di venezia

lisboa

livraria galeria papa-livros

livraria galileu

livrarias

livros

londres

luis sepúlveda

madeon

mensagens

metro

miguel torga

murais

museu nacional soares dos reis

museu soares dos reis

música

naftali bezem

natal

noites brancas

nuno camarneiro

ondjaki

os anos

os transparentes

paris

pavilhão grã-bretanha

philip roth

poesia

porto

primavera

projecto arte de portas abertas

provérbios

quantas madrugadas tem a noite

quarteirão miguel bombarda

raymond carver

rua

s. joão

serralves

soho

tel aviv museum of art

teolinda gersão

the national gallery

truman capote

valter hugo mãe

veneza

viagens

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds