Quarta-feira, 26 de Dezembro de 2012

 

DSC02917.JPG

Há livros tão bons e marcantes que nunca mais nos esquecemos deles. Foi o que me aconteceu quando li “O Deus das Moscas” de William Golding, título que lhe valeu a atribuição do Prémio Nobel da Literatura em 1983. Desde então, este autor passou a ter um lugar de destaque nas minhas preferências.

Quando nas férias de Verão descobri a Livraria Esperança no Funchal, com centenas de tesouros, achei que estava na hora de reler William Golding. De entre duas opções disponíveis, enveredei por “Em Queda Livre”, por ter lido na sinopse as palavras “artista de sucesso”, associadas à personagem principal.

 

Metaforicamente falando, escolheria a cor cinzenta para caracterizar este livro… como os “rostos pálidos” que Samuel Mountjoy, narrador e personagem principal vê constantemente a espreitar, por cima do seu ombro.

 

Filho de pai incógnito e mãe alcoólica, numa infância passada na “Rua da Podridão”, um bairro pobre de Inglaterra, Sam consegue superar estas amarguras e transformar-se num artista de sucesso. Mais tarde, durante a Segunda Grande Guerra, é feito prisioneiro pelos nazis, torturado e fechado sozinho numa cela. Quando finalmente é libertado, inicia uma introspecção sobre as vicissitudes da sua vida, que desde então se desenrola “Em Queda Livre”. Sam é um homem atormentado que sente ter perdido o seu livre-arbítrio, característica que torna cada ser tão singular.

 

Nem sempre é bom criar muitas expectativas, por vezes fica-se algo decepcionado. Contudo, “O Deus das Moscas” marcou-me tão positivamente e William Golding tem uma escrita tão brilhante, que não enjeito a hipótese de, daqui a uns tempos, tentar outro título. O escritor, já desaparecido, merece.

 

021220122443.jpg



publicado por numadeletra às 19:30 | Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

8 comentários:
De pedrices a 27 de Dezembro de 2012 às 10:29
Pois é, também tenho que fazer isso - voltar a Golding...


De numadeletra a 27 de Dezembro de 2012 às 22:34
Boa!
:-)


De Existe um Olhar a 28 de Dezembro de 2012 às 01:07
Hoje lembrei-me de si, quando estava na Fnac e rodeada de tanto livro, não sabia qual escolher, isto porque me esqueci de vir aqui ver a lista de sugestões que apresenta aqui...imperdoável mesmo.
Acabei por comprar um de Richard Zimler- À Procura de Sana", Pareceu-me ser interessante, veremos.

Bjs


De numadeletra a 28 de Dezembro de 2012 às 16:49
Sermos associados ao que gostamos é sempre muito bom... sermos acompanhados por pessoas tão simpáticas como a Manu é ainda melhor!

Feliz 2013!
Beijinho


De golimix a 28 de Dezembro de 2012 às 15:03
Tal como a Manu também me lembro de ti sempre que vou a uma livraria, aliás já fui lá de propósito para comprar um livro falado aqui, um deles lido há bem pouco tempo, a doce "Harpa de Ervas". Bendito seja o dia em que te lembraste de criar este blogue!!!

Obrigada pela forma como falas de alguns livros.

Bijix


De numadeletra a 28 de Dezembro de 2012 às 16:57
Os teus comentários golimix excedem sempre em simpatia. Como vamos entrar num novo ano, espero continuar a não desiludir, para que te mantenhas assídua visitante do blog. As tuas visitas, tal como os teus comentários, são um alento. Bem hajas!

Feliz 2013!
Beijinho


De marcia a 30 de Dezembro de 2012 às 23:50
Quero muito ler "O Deus das Moscas"!


De numadeletra a 3 de Janeiro de 2013 às 20:42
Força!
:-)


Comentar post

mais sobre mim
[email protected]
[email protected]
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


"A Peregrinação do Rapaz ...

Registos de Rua... parte ...

Para sempre George Michae...

Feliz Natal!

“A Mulher”, de Meg Wolitz...

Registos de Rua... parte ...

Exposição de Artes Plásti...

Dia do Animal

Dia Mundial da Música

5ª Edição de Inaugurações...

Maio 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Estiveram Numa de Letra...
simple hit counter
Parabéns pelo 5º aniversário :)Deste autor, ainda ...
Tampouco gostei. Achei enfadonho e foi com dificu...
Mesmo sem ser um fã de Murakami, a verdade é que e...
Parabéns :|
O livro nunca esteve proibido em Portugal.
Gostaríamos de oferecer gratuitamente 60€ em publi...
Que frase extraordinária, adorei!Um bom ano para t...
Feliz Natal <:)}
Feliz Natal!um beijinhoGábi
Adivinhei o "segredo" logo no início...
tags

1q84

2012

2013

2014

2015

2016

39 em 1

55ª exposição internacional de arte

acordo ortográfico

aeroporto

afonso cruz

agradecimento

animais

aniversário

ano novo

antónio

antónio alçada baptista

arte

as leituras dos outros

barcelona

bienal de veneza

boas festas

bom fim-de-semana

bruxelas

caricatura

caricaturista

cascais

catarina ou o sabor da maçã

cinema

coldplay

concertos

david bowie

debaixo de algum céu

dia do animal

dia mundial da criança

dia mundial da música

dia mundial do livro

estádio do dragão

fantasporto

feira do livro

feira do livro do porto

férias

florença

foz do douro

funchal

gabriel garcía márquez

galerias de arte

haruki murakami

inaugurações simultâneas

israel

itália

jorge luis borges

josé eduardo agualusa

josé saramago

julião sarmento

la biennale di venezia

lisboa

livraria galeria papa-livros

livraria galileu

livrarias

livros

londres

luis sepúlveda

madeon

mensagens

metro

miguel torga

murais

museu nacional soares dos reis

museu soares dos reis

música

naftali bezem

natal

noites brancas

nuno camarneiro

ondjaki

os anos

os transparentes

paris

pavilhão grã-bretanha

philip roth

poesia

porto

primavera

projecto arte de portas abertas

provérbios

quantas madrugadas tem a noite

quarteirão miguel bombarda

raymond carver

rua

s. joão

serralves

soho

tel aviv museum of art

teolinda gersão

the national gallery

truman capote

valter hugo mãe

veneza

viagens

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds