Quarta-feira, 28 de Novembro de 2012
 

9727950345.jpg

  

Pedro Paixão é um autor algo controverso: tem os fãs incondicionais e depois há os que não gostam do seu estilo. Fico-me pelo meio termo.

 

Dele, já li mais do que um título e “Onze Noites em Jerusalém” foi o que achei mais interessante. Alia alguma ficção à realidade.

 

É um conjunto de crónicas sobre a deslocação e estadia do autor na Terra Santa onde segundo o próprio, foi, por necessidade interior. Durante essa estadia procurou entender os acontecimentos do Médio Oriente, a violência constante entre Judeus e Palestinianos, sentindo-se “parte” dessa gente, sendo “um” deles.

  

Achei uma escrita muito angustiada e emocionada, também. Cronologicamente, entre outros factos, narra-nos a formação do Estado de Israel e o consequente reconhecimento desse Estado, pela ONU.

  

Como recentemente o conflito se agudizou, achei que o título de Pedro Paixão era pertinente e actual. Felizmente o cessar fogo já foi declarado e a normalidade relativa da zona, restabelecida. Contudo, não deixa de ser um assunto não resolvido e, talvez por falarmos de Jerusalém, uma cidade cheia de História onde se cruzam várias religiões e pensamentos, há sempre em nós, ocidentais, um fascínio inquietante e pertubador. Depois há um outro motivo, quase secreto, que só mais tarde revelarei.

  

Neste livro, para além das crónicas, Pedro Paixão inclui ainda um conjunto de 10 poemas escritos por Moshe Benarroch, um escritor marroquino que vive actualmente em Jerusalém. Seleccionei um deles:

 

17904288.jpg

Deixo também um excerto do livro, dos muitos possíveis:

 

dsc02156e.jpg 



publicado por numadeletra às 13:29 | Link do post | Comentar | Ver comentários (2) | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 23 de Novembro de 2012

 

 

Bom fim-de-semana!

 


publicado por numadeletra às 21:21 | Link do post | Comentar | Ver comentários (5) | Adicionar aos favoritos

Domingo, 18 de Novembro de 2012
 

O Pregador - Erskine Caldwell.jpg

 

De volta aos clássicos americanos porque a biblioteca lá de casa está bem recheada deles, desta vez entra Erskine Caldwell e “O Pregador”. Conhecendo a vida do autor, poderemos dizer que será uma espécie de auto-biografia.

 

Basicamente a história fala de um pregador errante de nome Semon, que anda de terra em terra a apregoar a fé, insistindo que as pessoas são más, pecadoras e possuídas do diabo. A função dele será libertá-las desses demónios a caminho da salvação. Afinal isto é uma sátira, pois ele é o melhor exemplo do que é um ser mau, mesquinho, preconceituoso e calculista, acima de tudo um burlão (de bens e mulheres).

 

O romance desenrola-se em Rocky Comfort, uma das terras que Semon percorre, situada no interior da América. Sem nunca ser mencionado, o racismo está eminentemente presente, pois a inteligência ou a falta dela estão relacionadas com o tom de pele de cada um: quanto mais escura, mais básica a pessoa é… tal como as mulheres (e nesta história só há duas entre as principais), que são tratadas como seres inferiores, um prolongamento das vontades dos homens.

 

Não querendo abordar um capítulo específico, refiro apenas uma situação passada na casa de uma das personagens relevantes, por tê-la achado poética e quase filosófica, relacionda com a forma como o mundo pode ser visto… aqui fica o excerto:

 

Excerto.jpg



publicado por numadeletra às 19:50 | Link do post | Comentar | Ver comentários (8) | Adicionar aos favoritos

Domingo, 11 de Novembro de 2012

 

Aqui fica uma pequena mostra e amostra do que ontem se "viveu" no Quarteirão das Artes, no Porto.

O frio e a chuva não demoveram os interessados, até porque havia chocolate quente, chás diversos e, para os apreciadores, uma garrafeira bem recheada, como se pode ver.

A Numa de Letra cruzou-se com Valter Hugo Mãe e conversou com Beatriz Pacheco Pereira (que se deixou fotografar junto às suas esculturas).

 

Um fim de tarde esplêndido a deixar "água na boca", para 2013!

 

1.jpg2.jpg3.jpg4.jpg

 5.jpg6.jpg7.jpg8.jpg9.jpg

  10.jpg

 



publicado por numadeletra às 18:42 | Link do post | Comentar | Ver comentários (10) | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 8 de Novembro de 2012

 

ImageProxy1-203x300.jpg

 

No próximo Sábado, o quarteirão Miguel Bombarda convida: às 16h, as Galerias de Arte inauguram as suas exposições simultâneas.


Arte contemporânea, cultura, animação, lojas enfeitadas a rigor e um rol de deleites para a alma e o espírito, são alguns dos atractivos que tornam este evento tão especial. Encontra-se gente interessante, ouvem-se comentários sábios, o olhar enche-se, tantos são os motivos apelativos.

 

É a última oportunidade para assistir ao evento, este ano.

 

Fica a sugestão... uma vez mais, a Numa de Letra andará por lá e promete dar notícias!

 



publicado por numadeletra às 13:22 | Link do post | Comentar | Ver comentários (6) | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 2 de Novembro de 2012

 A Questão Finkler - capa.jpg

Coincidindo com o mês em que foi anunciado o vencedor do prestigiado "Man Booker Prize" de 2012, peguei no livro vencedor do prémio em 2010: "A Questão Finkler" de Howard Jacobson, um escritor britânico, de origem judaica.

 

Treslove, Libor e Finkler são as personagens centrais. O que têm em comum? Para além de uma amizade de longa data, Libor e Finkler são judeus e Treslove aspira a ser. Mais, tornar-se judeu é uma obsessão para Julian Treslove, a personagem principal desta narrativa. Um homem que, apesar dos seus 49 anos, vive em plena crise de identidade, tal é o seu pessimismo a propósito de tudo e insegurança a respeito de nada. Uma obsessão não religiosa mas cultural, que Treslove alimenta através da constante pesquisa de hábitos, maneira de ser, características e até tiques semitas.

Chega a construir uma semântica própria, referindo-se aos judeus como os finklers.

Finklerófilo, finkleridade, finkleresa, finkleraico e não-finklers, são disso exemplo.

 

Através de discussões filosóficas, de episódios ligados aos "Judeus enVERgonhados", um movimento liderado por Sam Finkler, e em inúmeras passagens ao longo desta obra de ficção, são abordados com inteligência e humor, temas sérios e polémicos, tais como o sionismo, a circuncisão, o Holocausto, o conflito entre Israel e Palestina, a faixa de Gaza, entre outros.

Temas que Treslove tenta aprofundar, na esperança de conseguir formar uma opinião concreta.

 

Neste livro predominam ainda os termos iídiches (a língua germânica das comunidades judaicas hoje existentes na Europa Central e Ocidental).

 

Um óptimo romance, uma escrita bela e cativante a merecer a distinção do prestigiado prémio.

 

Excerto_A Questão Finkler.jpg

 



publicado por numadeletra às 10:12 | Link do post | Comentar | Ver comentários (12) | Adicionar aos favoritos

mais sobre mim
[email protected]
[email protected]
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


"A Peregrinação do Rapaz ...

Registos de Rua... parte ...

Para sempre George Michae...

Feliz Natal!

“A Mulher”, de Meg Wolitz...

Registos de Rua... parte ...

Exposição de Artes Plásti...

Dia do Animal

Dia Mundial da Música

5ª Edição de Inaugurações...

Maio 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Estiveram Numa de Letra...
simple hit counter
Parabéns pelo 5º aniversário :)Deste autor, ainda ...
Tampouco gostei. Achei enfadonho e foi com dificu...
Mesmo sem ser um fã de Murakami, a verdade é que e...
Parabéns :|
O livro nunca esteve proibido em Portugal.
Gostaríamos de oferecer gratuitamente 60€ em publi...
Que frase extraordinária, adorei!Um bom ano para t...
Feliz Natal <:)}
Feliz Natal!um beijinhoGábi
Adivinhei o "segredo" logo no início...
tags

1q84

2012

2013

2014

2015

2016

39 em 1

55ª exposição internacional de arte

acordo ortográfico

aeroporto

afonso cruz

agradecimento

animais

aniversário

ano novo

antónio

antónio alçada baptista

arte

as leituras dos outros

barcelona

bienal de veneza

boas festas

bom fim-de-semana

bruxelas

caricatura

caricaturista

cascais

catarina ou o sabor da maçã

cinema

coldplay

concertos

david bowie

debaixo de algum céu

dia do animal

dia mundial da criança

dia mundial da música

dia mundial do livro

estádio do dragão

fantasporto

feira do livro

feira do livro do porto

férias

florença

foz do douro

funchal

gabriel garcía márquez

galerias de arte

haruki murakami

inaugurações simultâneas

israel

itália

jorge luis borges

josé eduardo agualusa

josé saramago

julião sarmento

la biennale di venezia

lisboa

livraria galeria papa-livros

livraria galileu

livrarias

livros

londres

luis sepúlveda

madeon

mensagens

metro

miguel torga

murais

museu nacional soares dos reis

museu soares dos reis

música

naftali bezem

natal

noites brancas

nuno camarneiro

ondjaki

os anos

os transparentes

paris

pavilhão grã-bretanha

philip roth

poesia

porto

primavera

projecto arte de portas abertas

provérbios

quantas madrugadas tem a noite

quarteirão miguel bombarda

raymond carver

rua

s. joão

serralves

soho

tel aviv museum of art

teolinda gersão

the national gallery

truman capote

valter hugo mãe

veneza

viagens

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds