Domingo, 19 de Agosto de 2012

 

1q84volume2.jpg

 

Pensar na segunda parte de uma trilogia, sugere-me “marcar passo”. Talvez esta minha ideia pré-concebida se tenha formado com base na 7ª Arte, onde por diversas vezes senti que os primeiros e terceiros capítulos trouxeram algo de realmente interessante, comparativamente com os segundos, que quase podiam ser omitidos.

 

O volume 2 de “1Q84” não se enquadra neste grupo. Aqui são dadas a conhecer as respostas a grande parte dos mistérios levantados no primeiro livro. Em compensação, surgem mais enigmas.

A história avança e, mesmo para quem tenha lido o primeiro livro meses antes e já não o recorde com rigor, – foi o meu caso – no segundo o importante é referido de forma natural, nada forçada, e o leitor facilmente se lembra do que já havia lido. Simples, posso assegurar e muito, mas muito bem conseguido.

 

No primeiro livro, as vidas das personagens principais Aomame e Tengo (contadas em capítulos alternados) pareciam nada ter a ver uma com a outra e só no final revelaram alguns pontos comuns, embora muito tenuemente. No 2º volume estão intrínseca e assumidamente ligadas.

 

A continuação da narrativa do livro anterior, ganha agora contornos de uma história de amor, com o que de mais invulgar essa associação de palavras nos traz à imaginação e com o que de menos banal se pode pretender de uma história de amor. Afinal é Murakami quem conta a história, a banalidade não é característica sua.

 

A propósito do livro “A Crisálida de Ar”, em torno do qual gira a trama dos dois volumes de “1Q84”, a maneira como este enorme sucesso de vendas é descrito neste romance, poderia facilmente aplicar-se ao próprio “1Q84”.

Aqui está um excerto do volume 2, uma pequenina descrição sobre “A Crisálida de Ar”, que encaixa que nem uma luva no que é o vasto mundo da escrita e obra de Murakami:


 

Ainda que não considere “1Q84” o que de melhor o autor escreveu, Murakami continua a surpreender e a encantar.

 



publicado por numadeletra às 19:24 | Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos

13 comentários:
De Maria João a 19 de Agosto de 2012 às 21:21
Obrigada pela informação. Ficarei alerta.


De numadeletra a 20 de Agosto de 2012 às 13:13
Olá Maria João,

Posso já informá-la que o terceiro volume sairá em Setembro.


De golimix a 20 de Agosto de 2012 às 16:32
Ainda não me deu para ler nada deste autor, que agora está na bera e em destaque em muitas livrarias.
Mas nota-se que gostas dele, talvez um dia me passe a manha ;)

Bijix


De numadeletra a 21 de Agosto de 2012 às 15:16
Olá golimix, é sempre bom ver-te por aqui


De Existe um Olhar a 21 de Agosto de 2012 às 19:51
Apesar de tanto ter ouvido falar favoravelmente deste autor, não só aqui, mas no meu círculo de amigos, ficou a vontade de ler, mas penso que vou guardar a leitura para as noites longas de Inverno aninhada à lareira. No Verão escolho livros leves que levo para a praia e onde as constantes distrações não me fazem perder o fio à meada.
Continuação de boas leituras.

Beijos
Manu


De numadeletra a 22 de Agosto de 2012 às 10:27
Olá Manu,

Pois parece-me uma resolução muito acertada... Essas longas noites de Inverno à lareira convidam à boa leitura (hmmm, que delícia!).

A praia e afins destinos de Verão, com as suas tropelias, por vezes tornam-se um autêntico teste à concentração!!! Nem sempre é possível passar o exame

Boas leituras!
Obrigada e bjs


De Veruska a 21 de Agosto de 2012 às 21:43
Concordo totalmente consigo. :)

Agora aguardo por Setembro para poder continuar a aventura.


De numadeletra a 22 de Agosto de 2012 às 11:06
Olá Veruska,

Que bom relê-la, após estas semanas de férias!

A continuação (e final) da aventura, em princípio deixo para o ano...


Para ser sincero espera mais desde volume 2.
Adorei o primeiro livro. O 2º volume torna-se demasiado repetitivo e tal como afirma tem partes onde cai na banalidade, por vezes temos a sensação que está a “fazer render o peixe”, caraterística que não é cumum neste autor.
Tendo em conta que o autor é Murakami, espero que no 3º volume ele "justifique" essas banalidades e no final do livro possamos pensar: “Este homem é mesmo um génio."


De Luís Eduardo a 10 de Setembro de 2012 às 03:38
Por acaso estou mesmo ansioso para ler o 3 volume, que já saiu. Fiquei a conhecer Murakami por 1Q84 e mal li o primeiro volume fiquei 'colado' na escrita e imaginário deste autor.

Você disse que não considera 1Q84 o melhor que ele escreveu, eu sinceramente adoro a história, mas fico curioso por saber quais você considera melhor, até porque eu quero ler mais obras dele e assim você já me aconselha qual escolher da próxima vez.

um bem haja.


De numadeletra a 11 de Setembro de 2012 às 09:01
Há uns anos, quando li Haruki Murakami pela primeira vez, não sabia nada sobre ele nem este autor era tão divulgado e conhecido como é hoje.
O destino trouxe-me “Em Busca do Carneiro Selvagem”. Gostei tanto que continuei a ler mais e mais de Murakami, tornando-se um dos meus escritores de eleição.

O favorito continua a ser “Kafka à Beira-Mar” mas gosto de todos, não há nenhum que não me tenha agradado.

Depois de ler “1Q84” e não conhecendo mais nada do autor, aconselho um dos dois que referi acima ou “Crónica do Pássaro de Corda”.
(Sobre “Dança, Dança, Dança”, recomendo ler primeiro “Em Busca do Carneiro Selvagem”, pois é a continuação).

Obrigada pelo comentário, Luís Eduardo e bem-vindo ao fantástico mundo Murakamiano :-) e ao Numa de Letra!


De Luís Eduardo a 11 de Setembro de 2012 às 22:43
Boa noite,

Eu é que agradeço pelas sugestões de leitura. Assim que acabar de ler o 3º Volume (ainda tenho que o comprar) irei tentar ler esses que me aconselhou.

Provavelmente, depois de os ler, até digo qualquer coisa aqui no blog.

Continuação com o blog, já o vi referenciado em dois sítios diferentes, o que é bom e continue com a comunicação com a audiência, pois assim torna-se um cantinho mais confortável aqui :)


De numadeletra a 13 de Setembro de 2012 às 09:41
Bom dia Luís Eduardo,

Muito me apraz ter feedback no Numa de Letra, aliás, esse sempre foi o meu objectivo!

A “Letra” que idealizei quando criei o blog não é em monólogo mas sim com a “audiência” que menciona... Há melhor “Letra” que essa?

Fico a aguardar mais comentários do Luís Eduardo, sobre Haruki Murakami e não só :-)


Comentar post

mais sobre mim
[email protected]
[email protected]
Maio 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


"A Peregrinação do Rapaz ...

Registos de Rua... parte ...

Para sempre George Michae...

Feliz Natal!

“A Mulher”, de Meg Wolitz...

Registos de Rua... parte ...

Exposição de Artes Plásti...

Dia do Animal

Dia Mundial da Música

5ª Edição de Inaugurações...

Maio 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Estiveram Numa de Letra...
simple hit counter
Tampouco gostei. Achei enfadonho e foi com dificu...
Mesmo sem ser um fã de Murakami, a verdade é que e...
Parabéns :|
O livro nunca esteve proibido em Portugal.
Gostaríamos de oferecer gratuitamente 60€ em publi...
Que frase extraordinária, adorei!Um bom ano para t...
Feliz Natal <:)}
Feliz Natal!um beijinhoGábi
Adivinhei o "segredo" logo no início...
Adorava ler este livro em Português mas não estou ...
tags

1q84

2012

2013

2014

2015

2016

39 em 1

55ª exposição internacional de arte

acordo ortográfico

aeroporto

afonso cruz

agradecimento

animais

aniversário

ano novo

antónio

antónio alçada baptista

arte

as leituras dos outros

barcelona

bienal de veneza

boas festas

bom fim-de-semana

bruxelas

caricatura

caricaturista

cascais

catarina ou o sabor da maçã

cinema

coldplay

concertos

david bowie

debaixo de algum céu

dia do animal

dia mundial da criança

dia mundial da música

dia mundial do livro

estádio do dragão

fantasporto

feira do livro

feira do livro do porto

férias

florença

foz do douro

funchal

gabriel garcía márquez

galerias de arte

haruki murakami

inaugurações simultâneas

israel

itália

jorge luis borges

josé eduardo agualusa

josé saramago

julião sarmento

la biennale di venezia

lisboa

livraria galeria papa-livros

livraria galileu

livrarias

livros

londres

luis sepúlveda

madeon

mensagens

metro

miguel torga

murais

museu nacional soares dos reis

museu soares dos reis

música

naftali bezem

natal

noites brancas

nuno camarneiro

ondjaki

os anos

os transparentes

paris

pavilhão grã-bretanha

philip roth

poesia

porto

primavera

projecto arte de portas abertas

provérbios

quantas madrugadas tem a noite

quarteirão miguel bombarda

raymond carver

rua

s. joão

serralves

soho

tel aviv museum of art

teolinda gersão

the national gallery

truman capote

valter hugo mãe

veneza

viagens

todas as tags

blogs SAPO
subscrever feeds